Origens do Gado Senepol


 

 


        O gado Senepol teve sua origem em 1918, quando Bromley Nelthrop comprou dois touros Red Poll originários da Inglaterra, para introduzir na fazenda de seu pai chamada de Grenard´s Estates, nas Ilhas Virgens. Esta fazenda tinha desde 1889, a maior criação de gado N'Dama na região, com 250 cabeças, as quais eram mantidas puro sangue.

          Êste gado, N'Dama estava sendo importado do Senegal, no oeste da África,para a ilha de St. Croix,  desde 1800.

          Com a introdução do red Poll, os Nelthropp, criaram o seu gado, fazendo por vários anos uma seleção,  objetivando:

  1. Precocidade e eficiência maternal
  2. Ausência de chifres e cor vermelha
  3. Tolerância ao calor
  4. Docilidade

            Por volta dos anos 40, a combinação genética procurada estava estabelecida, e desde então o Senepol tem sido criado como sangue puro. Com a dispersão do rebanho Nelthropp para os criadores locais, o registro genético foi mantido por Ward Cannaday e Fritz E. Lawaetze e, 1954 o nome Senepol foi registrado. "Sene" de Senegal e "Poll" de Red Poll, sendo assim, auto explicativo de suas origens.

            Em 1976, com um Herd Book estabelecido, os criadores adotaram um programa de testes, através do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) e o College of the Virgin Island Extension Service. Em 1977, o primeiro rebanho foi levado para a área continental dos Estados Unidos.

            O rebanho cumulativo do gado em St. Croix é fechado, sem influências externas.A raça Senepol tem uma base genética limitada, base esta que foi submetida a seleção rigorosa desde 1918. Esta seleção foi alcançada com a ajuda de seu uso nas Ilhas Virgens, aonde era criado com a finalidade de suprir alimento para a população local, com  ênfase na produção para abate, sendo que apenas o gado geneticamente superior era reservado para reprodução. Por êste motivo, a raça Senepol suporta cruzamento consaguíneo e  produz grande grau de heterosis no cruzamento com  outras raças.

              O isolamento da raça nas ilhas, também serviu para preservar-la das modas e caprichos que de tempos em tempos assaltam a industria  e que dá ênfase a características que posteriormente se provam indesejáveis.

               A raça Senepol é a única raça de Bos Taurus adaptada ao calor e que resiste às doenças tropicais. Estas duas qualidades foram herdadas do N'Dama, assim como foi o pêso do bezerro ao nascer (31kg). Do Red Poll, a raça herdou a excelência da carcassa, fertilidade, ausência de chifre e docilidade.É também mais resistente ao frio do que as raças com sangue de Bos Indico

                A formação genética do Senepol, resultou num animal de reprodução eficiente:

              Com todas estas características, é realmente de se admirar que o Senepol ainda não esteja estabelecido no Brasil e que tantos criadores dispersem suas energias criando raças novas baseadas em raças que comprovadamento não servem para o Brasil, ou importando raças que não possuem nenhuma indicação de que irão se adaptar.

               Conhecer o Senepol é o suficiente para ficar convencido, quem trabalhar com o Senepol não trabalha mais com outro gado.